sábado, 26 de fevereiro de 2011

Poema de Lau Siqueira

o galo




o silêncio
com suas equações
             de estrelas
abre os portais
da madrufgada

sob os olhos atentos
do infinito
um quarto de lua
empresta a partitura
                  ao galo


(do livro Sem Meias Palavras – lau siqueira)

do blog: http://www.poesia-sim-poesia.blogspot.com/

2 comentários:

  1. lindas imagens, lindo portal aberto no 3o verso pelo silêncio...

    ResponderExcluir
  2. Concordo. Lau foi muito feliz nas escolhas.
    abraço

    ResponderExcluir